um vazio no dia dos pais.

Lembro do peso daquele dia, lembro do cheiro das flores, da vela ardente, das pessoas chorando e comentando o quão injusto tudo foi e como você ainda tinha uma vida inteira para viver.

Eu consigo ouvir o eco das pessoas com pena dizendo que nós perdemos um ao outro.

Em um primeiro momento foi confuso, achei que era um alívio porque você estava sendo muito punido nos últimos meses, e me doía ver você assim.

Mas num segundo momento pensei: e agora ? O que eu faço agora? Eu estou sozinha.

Os dias seguintes eram para processar o que aconteceu.

E quando processei, percebi que havia uma dor dentro de mim, um vazio, algo que estava sendo rasgado de dentro de mim. É uma dor sem fim. Era o meu pai.

O meu coração estava vazio. Um canto da casa estava vazio. E tudo o que me tinha deixado eram flores para deixar em um túmulo.

Ninguém parou em respeito da minha dor, a vida continua e a gente vai a pedaços, tudo que eu queria era estar com você.
Precisamos de coragem para valorizar a nossa própria vida após a eminência da morte. Precisamos de coragem para que as lágrimas dêem caminho a uma saudade cumprida, uma boa saudade que parece que nunca vai chegar, mas ela chega.

Hoje, tudo que enquanto filha eu desejo é que a minha maneira de viver possa honrar o amor que eu sinto por você.

Feliz dia dos pais.

Que o soprar da eternidade te leve um abraço meu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s